BandNews TV

Adriano Pires desiste oficialmente de presidir a Petrobras

O economista agradeceu o convite, mas declinou da indicação

Aline Bravo 06/04/2022 • 19:37 - Atualizado em 06/04/2022 • 19:42
Divulgação
Divulgação
Adriano Pires

O economista Adriano Pires desistiu oficialmente de presidir a Petrobras nesta segunda-feira (04). Em uma carta direcionada ao ministro de Estado de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ele agradeceu o convite, mas declinou da indicação. 

“Ficou claro para mim que não poderia conciliar meu trabalho de consultor com o exercício da Presidência da Petrobras. Iniciei imediatamente os procedimentos para me desligar do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), consultoria que fundei há mais de 20 anos e hoje dirijo em sociedade com meu filho. Ao longo do processo, porém, percebi que infelizmente não tenho condições de fazê-lo em tão pouco tempo”, justificou o economista. 

O ministério, por sua vez, respondeu Adriano e deixou claro que compreende as razões que o motivaram a declinar da indicação à Presidência da Petrobras, que continua contando com as suas oportunas contribuições e deseja sucesso em sua vida pessoal e profissional. 

O nome de Pires surgiu para substituir o general Silva e Luna, então presidente da estatal, após a insatisfação do presidente Jair Bolsonaro com a alta no preço dos combustíveis. 

Além da indicação à presidência da estatal, Bolsonaro também indicou Rodolfo Landim para presidir o conselho de administração. Mais cedo, Landim abriu mão da indicação para continuar se dedicando ao Flamengo, clube em que atua como presidente.

  • BANDNEWS