BandNews TV

Caso Henry: Justiça concede soltura de Monique Medeiros com uso de tornozeleira

Decisão impede que a mãe do menino Henry tenha contato com pessoas que não sejam parentes ou integrantes da defesa

Aline Bravo 05/04/2022 • 19:18 - Atualizado em 06/04/2022 • 16:26
Monique Medeiros
Monique Medeiros
Divulgação

Nesta terça-feira (05), uma decisão da 2ª vara Criminal do Rio de Janeiro determinou a soltura de Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, com uso da tornozeleira eletrônica. Jairinho, padrasto do menino, continua preso.

A decisão foi tomada pela juíza Elizabeth Machado Louro que manifestou preocupação com as ameaças sofridas por Monique dentro da cadeia e alegou que a manutenção da prisão "não favorece a garantia da ordem pública". Monique saiu do presídio  na noite desta terça-feira (06).

Vale ressaltar que, a decisão impede que a mãe do menino Henry tenha contato com pessoas que não sejam parentes ou integrantes da defesa.

.CASO HENRY

No dia 8 de março de 2021, Henry morreu vítima . De acordo com o laudo da perícia, o menino tinha 23 lesões pelo corpo além de hemorragia interna e laceração no fígado, provocada por ação contundente.  

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) acusou o então vereador e padrasto de Henry, Dr. Jairinho, de homicídio triplamente qualificado e tortura, além de coação de testemunhas. Monique, por sua vez, responde por homicídio, tortura omissiva, falsidade ideológica e coação de testemunha.  

  • BANDNEWS aline-bravo